2 0
Tarte Low Carb de Chocolate e “Caramelo” Salgado – Sem Glúten, Sem Lacticínios

Partilhe na sua rede social:

Or you can just copy and share this url

Tarte Low Carb de Chocolate e “Caramelo” Salgado – Sem Glúten, Sem Lacticínios

Características:
  • Crianças com mais de 24 meses
  • Low Carb
  • Natal
  • Paleo
  • Sem Glúten
  • Sem Lacticínios
  • Sem Lactose
  • Vegetariano (ovo-lacto)
  • 1 hr
  • Serve 1
  • Fácil
Partilhar

Se voltássemos atrás no tempo, mais ou menos, até à altura em que criei o blogue, o caramelo de hoje seria algo feito com mel e açúcar de coco “ah e tal é paleo”… Avançando um ano, teria pensado: “Ana, não faz qualquer sentido fazer isto carregado de açúcar, só pq é um bocadinho menos mau do que o açúcar refinado. Continua a ser tudo menos algo saudável!” e teria optado por fazer o “caramelo” com tâmaras ” ah, sempre têm alguns nutrientes interessantes e um pouco mais de fibra”….aliás, não há muito tempo fiz uma receita com “caramelo” de tâmaras, os meus adorados “Twixs” (ainda que também tenha apresentado uma opção low carb). Hoje, humm… hoje, apetece-me fazer tudo menos algo super carregado de açúcar (ainda que sejam açúcares considerados “saudáveis”… ahhh poupem-me! Vá, quanto muito MAIS saudáveis DO QUE o açúcar refinado, mas a verdade é que continuam a NÃO ser saudáveis!).

Calma, não estou a “dar uma” de extremista, aliás, com o passar do tempo, até me tornei bastante mais flexível e considero-me tudo menos alguém extremista. Não vejo mal nenhum em usar UM POUCO de mel ou uma tâmara ou duas, para adoçar, acho é que usar uma quantidade enorme para criar um “caramelo” pseudo-saudável não faz qualquer sentido. Se o quiserem fazer e comer, força! 🙂 Até têm a receita ali nos meus Twixs, mas não quero é, nunca, passar a ideia de que “ah e tal aqui está a minha tarte super saudável” isso é simplesmente …er…perdoem-me…parvo…

Se repararem, não utilizo títulos sensacionalistas nas minhas receitas, não induzo em erro e muito raramente utilizo a palavra “saudável”. Se devia? Certamente, teria mais visitas :p  mas deixava de ser “eu” 🙂

Acho que é normal evoluirmos, mudarmos de opinião à medida que temos acesso a mais informação, tentarmos melhorar, crescer… é o que tem acontecido com o blogue. Olho para muitas das receitas que fiz há 2 ou 3 anos e apetece-me mudar uma série de coisas. Eliminei ou reduzi substancialmente a quantidade de açúcares que utilizava, assim como de farinhas pouco interessantes a nível nutricional (como os polvilhos). Confesso que o meu lado criativo não liga muito a isso e foca-se em criar ou recriar receitas e conseguir que fiquem o mais semelhante possível às tradicionais com glúten, açúcar e lacticínios, mas o meu lado…hum…consciente, tende a meter um travão e leva-me a tentar, quase sempre, fazer tudo com o mínimo de açúcar possível e com as farinhas que considero serem melhores. Já agora, por falar em farinhas: “Ah, usas quase sempre as mesmas 4 ou 5 farinhas”, é um facto (apesar de colocar, ao lado, alternativas), mas pensem comigo: antes usávamos seeeeempre a mesma farinha ( trigo) e ninguém se queixava. Quando foi que ouviram alguém dizer:”Cóooorrrore! Sempre a mesma farinha de trigo! :p”? Provavelmente, nunca! :p  Também é raro usar só uma farinha nas minhas receitas e para quem, às vezes, se queixa disso, a resposta é a seguinte: A combinação de várias farinhas permite-me obter diferentes texturas e um sabor mais ou menos neutro, dependendo da receita. Se utilizar só uma, muito dificilmente, irei obter um bom resultado.

Bem, mas vamos à receita 🙂 Ah, esperem, ainda não! Falava eu em mudança…se por um lado reduzi substancialmente alguns produtos que até são vistos como “paleo” por outro comecei a achar aceitável utilizar outros que não são assim tão “paleo”. Estou a referir isto, pq usei manteiga de amendoim, nesta receita ahah :p Sim…. leguminosas…. atenção aos anti-nutrientes. Todos sabemos que não é aconselhável o seu consumo regular. Contudo, tratando-se de alguém saudável, não vejo problema se o fizer ocasionalmente. E quando digo manteiga de amendoim, digo também arroz, batata, aveia e mais uma série de outros alimentos…enfim, como disse não sou extremista e para ser sincera, tenho cada vez menos paciência para esse tipo de coisas. Não sigo cegamente nada nem ninguém, sigo aquilo que acho que faz sentido para mim. Aqui, no blogue, só quero partilhar aquilo que faço, de forma leve e descontraída e com isso tentar, por um lado, ajudar não só quem segue uma alimentação paleo ou outra semelhante, mas também celíacos e intolerantes ao gúten, pessoas com aplv, doenças autoimunes e outros problemas de saúde e, por outro lado, incentivar outras pessoas a mudarem, nem que seja só um bocadinho, a sua alimentação 🙂

Ok, agora, vou calar-me e deixar-vos com a receita :p

Espero que gostem <3

Ingredientes:

(para 4 tarteletes ou uma tarte grande)

Base

  • 3 ovos
  • 4 colheres de sopa de azeite
  • 100 grs de farinha de amêndoa
  • 40 grs de farinha de coco ( podem trocar por linhaça ou farinha de mandioca ou aveia, sendo que as últimas duas não são low carb)
  • 1 colher de café de fermento para bolos
  • pitada de sal
  • opcional: adoçar com uma colher de sopa de xilitol ( ou mel, açúcar de coco, pasta de tâmaras, etc – estas opções não são low carb)

“Caramelo” 

  • 80 grs de tâmaras previamente demolhadas e sem caroço e transformadas em puré
  • 40 grs de manteiga de amêndoa ou caju ou amendoim
  • 1 colher de café de sal marinho

Versão low carb:

  • 120 grs de manteiga de amêndoa ou de amendoim
  • 1 colher de café de sal marinho

Cobertura

  • 100 grs de chocolate com, no minimo, 85% de cacau ( usei 99%)
  • 1 colher de sopa de azeite, ou óleo de coco ou “leite” de amêndoa ( caso use lacticínios pode usar manteiga bio)

 

Preparação:

Bater os ovos com o azeite, adicionar os restantes ingredientes e mexer muito bem até obter uma massa maleável. Levar ao frio, durante 20 min. Forra a forma da tarte ou das tarteletes com a massa e levar ao forno, pré-aquecido a 180º, durante cerca de 20 min.

Retirar do forno e deixar arrefecer. Misturar bem os ingredientes do recheio e colocar na tarte ou tarteletes. Levar ao frio 15 min.

Derreter o chocolate em banho maria. Retirar a tarte ou as tarteletes do frio e cobrir com o chocolate derretido. Levar ao frio 20 min.

Servir fresco.

(Visited 16.359 times, 2 visits today)

Ana S. Guerreiro

Olá! Chamo-me Ana S. Guerreiro, sou mãe de um menino lindo com 3 anos, sou algarvia, formada em psicologia e apaixonada pelo mundo das artes e por culinária.

anterior
Salada de Atum Low Carb em 5 minutos – Sem Glúten, Sem Lacticínios
próxima
Bolo Low Carb de Abóbora – Super Leve e Fofo – Sem Glúten, Sem Lacticínios
anterior
Salada de Atum Low Carb em 5 minutos – Sem Glúten, Sem Lacticínios
próxima
Bolo Low Carb de Abóbora – Super Leve e Fofo – Sem Glúten, Sem Lacticínios

4 Comentários Esconder comentários

Adoro os sem extremo… Grata pela partilha e explicação dos ingredientes. Preciso de ajuda, não posso comer amendoim, onde encontra manteiga de amêndoa??? Tem sido difícil por aqui…..

Adicione o seu comentário